Avançar para o conteúdo principal

Petição - Praia da Estela

Os utentes naturistas da Praia da Estela tem a decorrer uma petição para a legalização da praia.

O seu resultado será apresentado ao novo executivo da Câmara eleito nas próximas eleições autárquicas.

Podem consultar aqui a lei em vigor.

Texto da Petição:

Petição Pela Oficialização do Naturismo na Praia da Estela, Portugal

Para: Concelho de Póvoa de Varzim

A única praia de naturismo tolerado ao norte de Portugal, a Praia da Estela, está em perigo.

Há mais de vinte anos o naturistas e suas famílias têm utilizado a praia da Estela num ambiente sadio e familiar. Depois de enfrentar dificuldades, como ameaças de agressão física há três anos (2007), no ano de 2010 o mesmo - e pequeno - grupo preparou mais um ataque para eliminar a prática do naturismo naquele espaço.

Em Agosto de 2010, os naturistas foram acusados por alguns, incluindo políticos locais, de cometer "actos obscenos", "exibicionismo" na praia.
Estas acusações, proferidas em conferência de imprensa, sem a apresentação de prova alguma, foi feita sob medida para insuflar o público contra os pacatos utilizadores da praia.

Na realidade, é mais uma tentativa de impedir que a praia seja designada oficialmente como espaço naturista, no bojo da nova lei que regulamenta esta definição. A nova lei de regulamentação do naturismo em Portugal prevê, em uma de suas propostas, que praias com uso contínuo identificado com o naturismo sejam elegíveis para oficialização.

Pois esta petição tem por objectivo apoiar a Oficialização da Praia da Estela, em Póvoa de Varzim, como "praia naturista" , demonstrando que não é verdade que "99%" da população local rejeita a presença dos naturistas na Estela e que, pelo contrário, muitos apoiam a manutenção deste espaço como naturista.

Também aproveitamos para, de forma firme, demonstrar nosso desprezo por mais esta tentativa de igualar todos os naturistas a potenciais abusadores sexuais. Todos os que frequentam a praia da Estela sabem do ambiente familiar e amigável que é o prevalecente nesta praia, onde é fácil encontrar dezenas de famílias, com seus filhos, a conviver pacificamente com a natureza.

Peço que juntem-se a nós nesta petição para demonstrar nossa repulsa a mais esta tentativa de eliminar o naturismo ao norte de Portugal.

Facebook Recomendar Petição GooglePlus Twitter

Mensagens populares deste blogue

Naturismo em familia

É já no próximo sábado que vamos estar na praia Palheirão, está previsto uma temperatura máxima de 32ºC para o próximo dia 6 de Agosto, para a zona de Mira-Cantanhede.

Muito importante, não estão previstos Ventos para aquela zona! (N-11Km/h).

Recomendamos que evite uma exposição solar muito grande, e faça uso de protector, especial atenção às crianças. Ingira muitos líquidos, sem álcool.

Cumpra todas as regras de segurança nas praias , especial atenção às praias não vigiadas.

Contamos com a tua presença, procura as nossas bandeiras.

Junta-te a Nós! Naturalmente que contamos contigo nas nossas atividades, para juntos podermos fazer ainda mais pelo Naturismo!

www.cncentro.org

Comporta - Praia mista

Região: Costa Azul - Concelho de Grândola - Distrito de Setúbal Localização: A sul da praia têxtil de Comporta Como chegar: A partir de Alcácer do Sal tomar a N253 em direcção a Comporta. Na localidade de Comporta virar para Norte e seguir pela estrada até um cruzamento com uma estrada de terra batida. Tomar essa estrada em direcção à praia. Ao chegar à beira-mar tomar a direcção sul. Facilidades: Bar na zona têxtil
GPS: N  38°22'55.53" W   8°48'6.08"




Fica a Sul da Península de Tróia, logo abaixo de Setúbal, mas separada pelo Rio Sado. A forma mais directa de acesso consiste em atravessar o rio de barco, entre Setúbal e Tróia, e seguir pela estrada nacional 253-1. Também se pode alcançar a partir de Alcácer do Sal pela N253 ou pela N261 para quem vem de Sul. Existem restaurantes e estacionamento na Praia central (textil). Uma vez na Comporta, tanto pode seguir-se para Norte como para Sul da Pra…