Avançar para o conteúdo principal

Natural de Verão: Entrevista

CNC - Quem é Helena ?

Helena - Sou uma mulher Luso Brasileira muito comum e com ideais. Uma Profissional de Estética e Massagem que amo meu trabalho e minha família.

CNC- Como surgiu a ideia da depilação masculina ?

Helena - A ideia já vem de a 20 anos no Brasil, quando eu já exercia essa profissão, cá em Portugal faz 10 anos que tenho meu gabinete em Lisboa, Isso foi um nicho do mercado Português que em 2004 resolvi voltar a desempenhar as minhas funções profissionais que ja havia feito no Brasil. E funcionou muito bem sem duvida alguma.

CNC- Qual a reacção inicial dos amigos e familiares a esta decisão ?

Helena - Foi tranquila, muitos acham engraçado e até se assustam com essa opção de trabalho, mas no fundo todos sabem que eu sou capaz de desempenhar o meu trabalho com muito amor e carinho.

CNC - Em 10 anos o que mudou na área da depilação masculina?

Helena - Muita coisa mudou definitivamente, cá em Portugal a adesão a depilação tornou-se necessária, visto que os homens começaram a cuidar mais de si em todos os sentidos. Desde de irem ao ginásio, as corridas nos parques e a vontade de se sentir bem consigo mesmo.

Eles procuram a depilação por razões higiénicas e conforto. Nos últimos 5 anos o homem não tem mais medo de dizer ou mostrar que está depilado, isso já esta a fazer parte do dia a dia do homem português.

CNC - Apesar de conviver diariamente com corpos masculinos e femininos a nu a Helena não é naturista, nunca teve curiosidade de experimentar ou a relação com o seu corpo falou mais alto?

Helena - A realidade é essa mesmo, para mim no meu trabalho o ser humano é simplesmente um corpo simplesmente. Nunca havia pensado dessa forma nem de como um naturista se comporta nem pensa a respeito do corpo. Ao contrário do que muitos pensam o Brasil o País não é assim tão liberal nesse tema, e nem mesmo ao top les, que para mim a 14 anos quando cá cheguei era algo absurdo em ver nas praias... (risos), com o passar do tempo comecei a entender a mentalidade das pessoas de cá e ver que como o europeu vê o corpo de uma outra forma, e de uma forma natural. No Brasil existe o culto ao corpo como se fosse o carater de uma pessoa para a maioria( um absurdo claro).Desde à 2 anos pensei em fazer mas nao me sentia segura até que experimentei pela primeira vez em uma praia na Costa, e gostei claro !! (risos).

CNC- Qual a sua expectativa para o encontro do Barão ?

Helena - Foi de grande expectativa, pois nunca havia feito naturismo, nem convivido com pessoas que o fazem. Fiquei a pensar se faria ou não ou se "seria aceite", e correu tudo de forma tranquila, mais do que eu imaginava. Eu acho que eu entendi a diferença entre naturista e nudista.

CNC - Quais os receios ou dificuldades que sente para dar o passo e passar a barreira do Corpo e da Mente?

Helena - A barreira somos nós mesmo que fazemos, e isso agora para mim esta claro. A partir do momento que você tem respeito pelo ser humano, não deve haver barreiras, mas as pessoas tem que entender e conviver de forma natural, com seus limites e respeito, e tudo torna-se muito fácil.

CNC - A Helena que não se despe vai vencer a futura Helena naturista ou vamos assistir ao transpor da barreira para o nu social?

Helena - Veja bem, eu sou novata em falar ou dizer que transpus totalmente essa barreira que me foi incutida na minha vida, no meu caso prefiro locais mais reservados, mais calmos, de natureza, mas não estou a me ver em uma passeata pelo Marques de Pombal ou um nu social mais publico... quem sabe daqui a uns anos. (risos)

CNC- Quais os serviços prestados pela 4MenClinic aos seus clientes?

Helena - O meu gabinete comemorou no dia 16 de junho 10 anos de atividade. Eu trabalho com Tratamentos de Corpo e Rosto, Depilação e Massagens e em muitos casos consultora sentimental, naqueles momentos que meus clientes estão em baixa ou tristes.

CNC - Que cuidados aconselha aos praticantes de naturismo após uma sessão de depilação?

Helena - Isso serve para todos, protetor solar todos os dias, água tépida para fria, com o uso de sabonete neutro, uma boa hidratação da pele com produtos de qualidade e não de linha de hipermercados e esfoliação no corpo uma vez por semana. Não precisa de muito, basta ter uns minutos para tratar de si.

CNC- Depilação masculina e feminina, quem aguenta melhor a sessão?

Helena - A mulher claramente.... os homens são um bocado piegas, mas estou convencida que dói um bocadinho, mas eles adoram o resultado, por isso uso um slogan que diz: Vocês veem, sofrem, pagam e voltam!

CNC- É verdade que os gays são os que mais se depilam?

Helena - Mentira, no meu gabinete atendo 90% homens e 10% mulheres, desses 90%, 70% são héteros. Isso ocorre por que os gays são muito perseguidos de uma forma desprezível pela "sociedade" e se eles tiverem os corpos depilados chamam mais a tenção dessa "sociedade"

CNC - Quais as áreas do corpo mais procuradas para a depilação, e isso só ocorre no verão?

Helena - As áreas mais procuradas são aquelas que já se tornaram incómodas para o homem ou seja pela ordem : costas e ombros, área genital e anal, axilas, peito e abdómen, pernas e braços. Não o homem quando se depila não deixa de se depilar e isso é durante o ano todo ao contrario da maioria das mulheres que só fazem uso da depilação no verão. Os homens entendem que a depilação não é só vaidade e sim uma questão de higiene, transpiração e cheiros característicos que deixam de existir quando se esta depilado.

CNC - É frequente ouvir dizes que custa e dói, é verdade? Como atenuar ou ultrapassar este receio?

Helena - Sim é verdade, e nesse tema sou muito franca com meus clientes, nas sessões eu converso, conto historias de alguns clientes que por cá já passaram, eu torno o ambiente agradável que o tempo passa e eles ficam felizes com o resultado. Isso chama-se transmitir confiança e respeito.

CNC - As 4MenClinic este verão em conjunto com o CNC vão fomentar uma grande campanha de promoção e oferta de vouchers. Qual a expectativa e conselhos a dar aos futuros clientes?

Helena - Sim é verdade, já foi feito um agradável evento no Monte do Barão na qual eu estava presente, e sem duvida alguma o que depender da 4 Men Clinic e o CNC, faremos o melhor para proporcionar aos clientes e futuros clientes boas promoções e encontros bem agradáveis.
Artigos nesta edição:
Consulta todas as edições disponíveis online:

#CNC #Clube Naturista do Centro #Naturismo #Cartão Naturista #FPN

Mensagens populares deste blogue

Naturismo em familia

É já no próximo sábado que vamos estar na praia Palheirão, está previsto uma temperatura máxima de 32ºC para o próximo dia 6 de Agosto, para a zona de Mira-Cantanhede.

Muito importante, não estão previstos Ventos para aquela zona! (N-11Km/h).

Recomendamos que evite uma exposição solar muito grande, e faça uso de protector, especial atenção às crianças. Ingira muitos líquidos, sem álcool.

Cumpra todas as regras de segurança nas praias , especial atenção às praias não vigiadas.

Contamos com a tua presença, procura as nossas bandeiras.

Junta-te a Nós! Naturalmente que contamos contigo nas nossas atividades, para juntos podermos fazer ainda mais pelo Naturismo!

www.cncentro.org

Comporta - Praia mista

Região: Costa Azul - Concelho de Grândola - Distrito de Setúbal Localização: A sul da praia têxtil de Comporta Como chegar: A partir de Alcácer do Sal tomar a N253 em direcção a Comporta. Na localidade de Comporta virar para Norte e seguir pela estrada até um cruzamento com uma estrada de terra batida. Tomar essa estrada em direcção à praia. Ao chegar à beira-mar tomar a direcção sul. Facilidades: Bar na zona têxtil
GPS: N  38°22'55.53" W   8°48'6.08"




Fica a Sul da Península de Tróia, logo abaixo de Setúbal, mas separada pelo Rio Sado. A forma mais directa de acesso consiste em atravessar o rio de barco, entre Setúbal e Tróia, e seguir pela estrada nacional 253-1. Também se pode alcançar a partir de Alcácer do Sal pela N253 ou pela N261 para quem vem de Sul. Existem restaurantes e estacionamento na Praia central (textil). Uma vez na Comporta, tanto pode seguir-se para Norte como para Sul da Pra…