Nudismo ou Naturismo?

 O tema Nudismo e Naturismo e respectivos conceitos vivem lado a lado com uma realidade e prática que nem sempre foi consensual entre os companheiros nudo naturistas.

Numa sociedade onde se reduz correntes ideológicas, formas de viver e de estar em sociedade, grupos de opiniões e praticantes das mesmas, a siglas,  rótulos e conceitos ou preconceitos.

Torna-se fácil esquecer-nos do essencial e viver o acessório. Independentemente do que somos ou desejamos ser, importa viver essa experiência de forma plena e completa.

Só assim podemos desfrutar o Naturismo em pleno, só assim podemos levar mais além a divulgação e o desenvolvimento do Naturismo.

Deixamos um texto publicado pelo nosso Companheiro JLV na sua pagina, e esperamos pelos vossos comentários e a vossa opinião sobre o Nudismo, o Naturismo e respectivas fronteiras.

Saudações  Naturistas



Há pessoas que se afirmam Nudistas e outras preferem o termo Naturista.

Nudismo é considerado como uma doutrina higiénica que aconselha a viver ao ar livre e a praticar desportos num estado de nudez completa.
Já para Naturismo a Federação Naturista Internacional diz que é uma forma de viver em harmonia com a Natureza caracterizada pela prática da nudez coletiva, com o propósito de favorecer a auto estima, o respeito pelos outros e pelo meio ambiente.
Ora o respeito pelos outros, pelo meio ambiente e por nós próprios é comum à cidadania, apesar de sabermos que alguns cidadãos advogam tudo isso mas não o praticam… Assim sendo, qualquer pessoa que não use roupas porque assim optou, que não viva isolado da sociedade e cumpra com os seus deveres de cidadão é um naturista.
Ser naturista não é ser ecologista pois ecologia é o ramo da biologia que estuda as relações dos seres vivos com o seu meio natural. É no entanto respeitar, tal como qualquer outro cidadão o deveria fazer, os seres vivos e o seu meio ambiente.
Ser naturista não é ser vegetariano, mas é respeitar as opções dos outros.
Ser naturista é ser cidadão que prefere não usar roupas e assim o faz sempre que a sociedade e o clima o permitam. Ser naturista é ser um cidadão igual aos outros com a particularidade de ser um indivíduo que não tem qualquer contrariedade psicológica em não usar roupas perante outros indivíduos.
Então se a diferença entre cidadão naturista e cidadão não naturista é apenas a preferência por andar despido porque não ser apenas nudista?
Porque a nudez, desde há muitos séculos, tem sido tratada como algo impróprio do ser humano. Curiosamente o ser humano, tal como todos os outros animais… nasce nu… De acordo com a Teoria da Evolução de Darwin o Homem aparece nu… No Mito da Criação, Deus concebe o homem à sua imagem… o homem andava nu no paraíso… e conversava com Deus.
A nudez como algo impróprio do ser humano será antes uma forma de controlar o próprio ser humano. Ao cobrir um ser humano, a única coisa que estamos a fazer é a retirar-lhe a sua própria identidade. Veja-se o que sucedeu com os índios do Brasil ou com os escravos oriundos de África.
O termo Naturista surge para retirar toda a carga negativa em volta da palavra Nudista. A carga negativa da palavra nudez é já muito antiga e está demasiado implementada na sociedade, daí se ter optado por apelidar os nudistas de naturistas, retirando desta forma o conceito negativo da palavra nudez.
Mas nudez nada tem de negativo, muito pelo contrário. Então porque não mudar a carga da palavra em vez de a substituir? Porque é mais fácil criar um novo conceito que mudar mentalidades. Em especial as mentalidades que não querem ser mudadas. Mentalidades de pessoas que apenas conhecem uma realidade fortemente incrustada por repressões psicológicas e até mesmo físicas, implementada logo desde tenra idade.
Pessoalmente, prefiro o termo Naturista. Não tem a ver com moda porque ser naturista não é estar na moda… andar nu é algo que existe desde sempre… É antes adaptação. Tudo evolui. A evolução do termo nudista para naturista tem a ver com a inclusão do nudismo na cidadania. Como referi no início, ser naturista é andar nu (quando assim se pode fazer) respeitando os outros, o meio ambiente e a nós mesmos. Deste modo, aquele que se despe por opção deixa de estar conotado com tudo aquilo com que os pseudopuritanos carregaram a nudez e passa a ser um cidadão como qualquer outro que apenas não tem problema em se mostrar tal como nasceu, tal como é.
Poderia dizer que prefiro o termo nudista porque, tal como não me choca que outros vejam o meu corpo, pois não tenho outro e este é o que me identifica enquanto ser único, também não me importaria com o que os outros pudessem pensar acerca da carga negativa da nudez e que eu teria de carregar sendo nudista. Mas nada disso. O termo evoluiu; eu sou flexível; o termo adaptou-se; logo, eu me adaptei.
Considero que esta evolução é benéfica para o Naturismo e seus praticantes e daí usar o termo Naturista em detrimento de Nudista. Talvez seja apenas o meu subconsciente a dizer-me que nudista é mau, talvez eu não tenha ultrapassado todos os recalcamentos impostos pela minha educação judaico-cristã.
Não interessa, acho verdadeiramente que Naturista me assenta melhor pois gosto de me respeitar, respeitar os outros e respeitar o meio ambiente no qual me movo. Além de gostar de receber as sensações por inteiro.
Eu não sou apenas um ser nu, eu sou um Ser Natural.


Publicado em:


Foto: Retirada do artigo
______________________________________________

Mensagens populares deste blogue

Naturismo em familia

Adão conhece Eva, o Nu na TV

Comporta - Praia mista