Turismo Naturista

Segundo esta peça:


Croácia: 10 Milhões de Turistas dos quais 1,5 Milhões são Naturistas.

Traduzido para Português:

Portugal:  12 Milhões de turistas em 2005

O PENT (Plano Estratégico Nacional do Turismo) prevê um crescimento até 20 Milhões para 2015.

Sobre o Turismo Naturista neste plano ..... nada, zero, nem uma única palavra.

Podem ver o plano no link seguinte:
http://www.turismodeportugal.pt/Portugu%C3%AAs/conhecimento/planoestrategiconacionaldoturismo/Anexos/PENT_VERSAO_REVISTA_PT.pdf

Ou seja num nicho de mercado que temos tudo para crescer pois não temos nada, qualquer investimento poderá ter um crescimento enorme se for devidamente e institucionalmente promovido. 

Considerando a mesma percentagem da Croácia em 2015 teríamos um potencial de 3 Milhões de turistas.

3 Milhões de turistas que oferecemos de bandeja aos restantes países da Europa.

Pelas estimativas do PENT são só:
2,25 mil milhões de Euros que vão viajar para outras paragens.

Se pensarmos na quantidade de praias abandonadas, de rios, de barragens, de floresta e paisagens.

Se pensarmos:

No emprego que podia gerar.

Nas receitas fiscais perdidas.

No impacto na agricultura biológica e local.

etc.

Podemos considerar que estamos perante mais uma oportunidade perdida para Portugal.

No próprio site do Turismo de Portugal podemos observar que através da utilização do seu motor de busca interno a palavra "Naturismo" gera 0 (zero) resultados.


Um longo caminho nos separa da Croácia e de outros países, como podemos observar de seguida:

"In 1936 the English king Eduard VIII decided to escape from his state obligations and court intrigues and set sail to Rab with his vessel. In the Bay Kandarola, hidden from from curious eyes, he entered the sea completely naked with his companion Wallis. Although the first beach for nudists had been opened in Rab even two years before the king’s arrival, this moment was soon acknowledged as the beginning of naturism in Rab."


Um caminho com quase 80 anos e que continuamos a trilhar como se pode observar pela demora em dar continuidade à recente lei naturista.

O Turismo Naturista está em Portugal entregue a empreendedores estrangeiros que tem de trabalhar com leis e regulamentos que não são adequados à existência e às especificidades de espaços naturistas. 

A inversão desta situação passa pelo Naturismo Associativo através da representatividade que a Federação Portuguesa de Naturismo  pode ter junto das instituições locais e nacionais.

Mas para que tal aconteça urge que os Nudo Naturistas portugueses se associem em torno de vários projectos que os representem localmente, promovendo a pratica, a divulgação e o ideal que nos une.

Só com uma Federação forte, representativa e objectiva poderemos "pressionar" e trabalhar pelo Naturismo em Portugal.
______________________________________________


Mensagens populares deste blogue

Naturismo em familia

Adão conhece Eva, o Nu na TV

Comporta - Praia mista